Curso em Barretos

Américas Amigas e Hospital de Câncer de Barretos promovem Curso de Aperfeiçoamento em Mamografia e Treinamento de Gerência em Prevenção do Câncer de Mama com Ênfase em Qualidade.

A Américas Amigas, entidade que combate a mortalidade pelo câncer de mama no País, e o Hospital de Câncer de Barretos realizarão de 2 a 14 de março, a sétima edição do Curso de Aperfeiçoamento em Mamografia e a primeira edição e Treinamento de Gerência em Prevenção do Câncer de Mama com Ênfase em Qualidade. Oferecido a todas as instituições beneficiadas pelo Programa de Doação de Mamógrafos da Américas Amigas, o curso tem como objetivo propiciar aos profissionais da área, condições de elevar qualidade no diagnóstico do câncer de mama e promover a detecção precoce da doença.

“A novidade nesta edição é a oferta de curso para os gerentes de serviços das unidades parceiras, que receberão treinamentos em gestão para melhorar o atendimento aos pacientes e a qualidade do serviço”, declara Francisca Harley presidente da Américas Amigas.

A necessidade de melhora da qualidade dos exames de mamografia foi o principal motivo para a idealização do curso. O projeto é fruto de parceria entre a Américas Amigas, o Hospital de Câncer de Barretos, Instituto Avon, GE Healtcare e o renomado instituto holandês de treinamento em rastreamento mamográfico, National Expert and Training Centre for Breast Cancer (LRBC).

O Curso de Aperfeiçoamento em Mamografia e o de Treinamento de Gerência em Prevenção do Câncer de Mama com Ênfase em Qualidade são aprovados pelo Ministério da Educação (MEC), e foram desenvolvidos pelo Núcleo de Aperfeiçoamento em Mamografia. Oferecem duas semanas de aulas com médico especialista, biólogo e físico médico, todos capacitados pelo LRBC.

Sobre a Américas Amigas – A Américas Amigas entidade civil sem fins lucrativos, fundada em 2009, tem como missão combater a mortalidade por câncer de mama no País, por meio de doação de mamógrafos e programas de conscientização, prevenção, detecção precoce e diagnóstico preciso da doença.

A entidade, que já doou 23 mamógrafos a diversas instituições de saúde do País, é qualificada como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip) nos termos da Lei nº 9.790 e possui o Certificado de Entidade Promotora de Direitos Humanos da Secretaria da Justiça do Estado de São Paulo.

Deixe um comentário