Mamografia causa forte impacto nas taxas de sucesso contra a mortalidade por câncer de mama

Mamografia causa forte impacto nas taxas de sucesso contra a mortalidade por câncer de mama.

No Dia Nacional da Luta contra o Câncer de Mama (27/11), a Américas Amigas alerta para a importância do diagnóstico precoce

A Américas Amigas vêm desenvolvendo desde 2009 diversas ações para reverter a taxa de mortalidade ocasionada pelo câncer de mama no Brasil, dentre elas a doação de mamógrafos modernos a Hospitais ou Instituições Filantrópicas que atendam o Sistema Único de Saúde (SUS) .O objetivo da organização é proporcionar à mulheres das classes menos favorecidas o acesso aos exames preventivos e, como consequência, garantir diagnóstico precoce do câncer de mama, fase em que a chance de cura é de cerca de 95%.

A estratégia foi corroborada no 2013 European Cancer Congress (ECC2013), em Amsterdam, na Holanda onde um estudo sobre a correlação entre investimento em saúde, detecção precoce e queda da mortalidade indicou que quanto maior o orçamento em saúde maior chance de cura. O estudo focou no câncer de mama e mostrou que o rastreamento causa um forte impacto nas taxas de sucesso na luta contra a doença – ou seja, o investimento em mamógrafos modernos para o diagnóstico proporciona maiores chances de cura. Os resultados também descreveram disparidades entre os valores alocados para a saúde entre vários países, e mostraram a existência de forte correlação entre esses valores e a chances de sobreviver ao câncer. No Brasil, o investimento em saúde é de US$ 107,00 por pessoa, enquanto a média mundial é de US$ 549,00.

“A mamografia é hoje o método mais eficaz para a prevenção do câncer de mama, portanto, é muito importante ampliarmos o acesso a esse tipo de exame no País dando uma “chance à vida”, explica Francisca de Paula Harley, presidente da Américas Amigas.

Resultados
Em pouco mais de quatro anos, a entidade já doou 22 mamógrafos a diversos Beneficiários pelo País – Amazonas, Bahia, Pará, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Sergipe. Em parceria com instituições como Hospital de Câncer de Barretos (HCB), Instituto Avon, GE Healthcare, National Expert and Training Centre for Breast Cancer (LRBC), Hospital Israelita Albert Einstein e Ministério da Saúde, tem promovido capacitação e treinamento para os profissionais do setor de mamografia que trabalham com os equipamentos doados. Dessa forma, contribui não apenas para o acesso à mamografia, por meio da doação de equipamentos, mas também para a qualidade dos laudos e exames realizados.

Deixe um comentário